Segundo aponta o site da Globo e Folha, o número de acordos trabalhistas EXTRAJUDICIAL cresceu 30 vezes em apenas dois anos.

acordo trabalhista

Com a reforma trabalhista aprovada em 2017, tornou-se possível a assinatura de acordos extrajudiciais entre o empregado e empregador. Tudo se resolve com negociação, sem movimento de processos na Justiça do Trabalho, que apenas homologará o acordo.

O aumento chega a quase 3.000%!!!

A Corregedoria Geral de Justiça do Tribunal Superior do Trabalho aponta que, em apenas dois anos, os acordos saltaram de pouco mais de mil casos entre janeiro e agosto de 2017 para 32 mil em 2018!!

Esses acordos trazem muitos benefícios, pois evita o litígio judicial. Normalmente, quando o empregado se sente lesado em sua relação trabalhista, para que possa ter acesso ao direito que já era seu, se vê obrigado a esperar anos e anos com o processo na Justiça. Em outras palavras, o acordo traz mais rapidez, menos custo e menos incomodações.

Mas não é só coisas boas. O empregado deve ter certos cuidados…

“O risco é de o trabalhador não compreender a extensão da quitação que está conferindo; de ser vítima de fraude; de inibir possibilidade de outras discussões relacionadas ao contrato.”

Drª Noemia Porto – Presidente da associação Nacional dos Magistrados da JuStiça do Trabalho

Orientação profissional

O empregado deve buscar um profissional especializado na área para que possa auxiliar com suas dúvidas, inclusive, pedindo orientação no Sindicato dos Trabalhadores.

NÃO CONCORDA com sua relação de trabalho? Procure um acordo! Converse! Procure ajuda e resolva. O diálogo é sempre o melhor caminho.